A vacinação contra a gripe que iniciou no dia 10 de abril teve seu “Dia D” no último sábado (4), quando foi realizada a vacinação das as pessoas que estão nos grupos prioritários definidos pelo Ministério da Saúde. O Prefeito Rudinei acompanhou as atividades da campanha de vacinação visitando as 12 Unidades de Saúde (unidades Central, Santa Terezinha, Nova Esperança, Boqueirão, Boa Vista, Canta Galo, Santa Tereza, Coqueiro, Lomba/Medianeira, Sete de Setembro, Barrinha e Navegantes).

Até o último dia 26 de abril a imunização do público alvo em São Lourenço do Sul estava em 40,47%. Isso representa 4.519 vacinas aplicadas nas unidades de saúde da cidade e do interior. O maior percentual é de puérperas (mulheres até 45 dias após o parto), com índice de 63,64%. Na sequência estão as gestantes, com 45,70% e idosos com 43,25%.
Os números deste final de semana podem ser conferidos na tabela em anexo. A Secretaria Municipal da Saúde informa que nas manhãs de segundas-feiras a vacinação pode iniciar um pouco mais tarde, pois todas as doses precisam ser distribuídas para as unidades. As vacinas ficam armazenadas na Secretaria no fim de semana por
segurança na refrigeração.  A campanha de vacinação se estende até o dia 31 de maio em todas as unidades de
saúde.

Dia 3 de maio

Dia 4 de maio

Dose aplic.

Percentual

Dose aplic.

Percentual

Criança

1078

44,24%

1201

49,38%

Trab Saúde

414

40,31%

456

44,40%

Gestante

172

51,04%

177

52,52%

Puerpera

41

74,55%

42

76,36%

Professor

238

57,81%

259

63,02%

Idosos

4037

55,19%

4505

61,59%

Publ. Alvo

Comorbidad

1901

35,08%

2144

43,17%

Publico Alvo

5659

38,28%

8525

52,85%

Quem deve se vacinar
– Crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias)
– Gestantes (em qualquer tempo gestacional)
– Puérperas (mulheres até 45 dias após o parto)
– Pessoas com 60 anos ou mais
– Povos indígenas aldeados
– Trabalhadores de saúde dos serviços públicos e privados
– População privada de liberdade e funcionários do sistema prisional
– Professores de escolas públicas e privadas

– Portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas
especiais*
*Doenças crônicas respiratórias, cardíacas, renais, neurológicas ou hepática; diabetes;
imunossupressão; obesidade; transplantados ou pessoas com trissomias.