Goleiro do Inter negou intenção de atingir jogador do Grêmio e lamentou lance: “Acabei extrapolando”

“Eu já tinha certeza que era impedimento, todo mundo sabia. Eu já vou me atirando para pegar a bola com as mãos. Então, não fui dar um carrinho ou uma voadora com intenção. Claro, o que parece demonstrar é isso. Mas saiu do meu controle”, reconheceu o goleiro, que detalhou o lance. “Levantei as pernas mais do que o normal, eu admito que fui com uma força desproporcional e que o lance é passível de cartão vermelho. Não acho que tenho razão nenhuma”, afirmou o goleiro.

“Peço desculpa ao Luciano. Graças a Deus não atingi ele com nada disso. Eu deslizei muito mais do que esperava. Meus pés subiram muito mais do que esperava. Peço desculpa se em algum momento arrisquei a integridade dele”, complementou. “Sei da minha responsabilidade como capitão, diante do grupo”, disse Lomba, que contou que teve dificuldades para dormir à noite em razão do lance. “Fiquei chateado.”

Fora do jogo contra o Ceará em razão do cartão vermelho, Marcelo Lomba voltará a ficar à disposição do técnico Zé Ricardo no próximo domingo, às 16h, no jogo contra o Fluminense, no estádio Beira-Rio.