Guerrero e Sarrafiore explicaram a chance desperdiçada no final da partida

Os jogadores do Inter deixaram o gramado do estádio Beira-Rio, após o empate, em 0 a 0, com o Corinthians, lamentando as poucas chances que criaram e desperdiçaram durante a partida. Durante o jogo foram seis conclusões e em apenas uma Cássio teve que saltar para fazer a defesa.

“Fizemos uma boa partida, só faltou o detalhe da bola entrar. Tivemos algumas oportunidades claras de gol, mas futebol é assim, nem sempre a bola entra. Temos que acreditar no trabalho e seguir nesta batida”, lamentou Nonato.

Aos 41 minutos, Uendel passou da esquerda de ataque para o meia da área, a bola foi nas costas de Guerrero, que tentou dominar, mas tirou dos pés de Sarrafiore que se preparava para chutar. Os dois explicaram o lance.

“Na verdade, não vi que ele estava chegando. O sol atrapalhou também. A bola veio muito atrás e eu não quis deixar de brigar por ela. Quando vi, o Sarrafiore vinha em velocidade. Criamos as melhores chances, mas, infelizmente, não conseguimos criar o gol”, afirmou Guerrero.

“Acho que ele não escutou quando eu falei, mas se pegasse na bola, também poderia fazer. (…) Havia pensado em bater forte, mas, agora, é seguir. Não conseguimos a vitória, mas não perdemos, o que é importante”, revelou o jovem argentino.

O Inter ainda não revelou a programação para a próxima semana. Como só volta aos gramados no próximo sábado, às 17h, contra o Fortaleza, a tendência é que a segunda-feira seja de folga para o grupo.