Já classificado, Colorado joga contra os atuais campeões a partir das 21h30min, no Monumental de Núñez

Classificado para as oitavas de final da Copa Libertadores e com o primeiro lugar garantido no grupo A, o Inter enfrenta o River Plate nesta terça-feira em busca de afirmação como uma das melhores campanhas do torneio. O Colorado joga contra os atuais campeões do torneio a partir das 21h30min, no Monumental de Núñez, em Buenos Aires, numa partida em que as duas equipes tentam melhorar a pontuação para aumentar as chances de jogar partidas decisivas em casa a partir da próxima fase. Este também será o primeiro jogo dos Millonarios na competição com torcida em seu estádio – o clube cumpria punição imposta pela Conmebol pelos incidentes da final do ano passado, contra o arquirrival Boca Juniors.

• De volta à Argentina, D’Ale se emociona com presença dos pais

O Inter chega à capital argentina sem precisar de resultado, mas, em busca de poder garantir o benefício de seguir decidindo no Beira-Rio a partir das quartas de final, vai motivado para a partida. O time colorado, atualmente, tem a segunda melhor campanha da fase classificatória da competição, só atrás do Cruzeiro, que acumula cinco vitórias em cinco jogos. Dependendo dos resultados da última rodada, o Inter pode oscilar entre ter a primeira e a quinta melhor campanha. Se vencer, no mínimo, mantém o segundo melhor aproveitamento.

O zagueiro Víctor Cuesta garantiu que a atual conjuntura não influenciará e que o time vai entrar em campo para vencer. “Não tem essa de jogo amistoso, ainda mais em uma Libertadores. É uma competição muito importante da América, com muita gente assistindo. Ainda mais entre dois clubes que querem o título, como River e Inter. Vai ser um jogo bom, com os dois times tentando fazer o maior número de pontos para levar uma vantagem para as próximas fases”, enfatizou o argentino.

O técnico Odair Hellmann mantém mistério sobre o quem mandará a campo, mas alguns jogadores devem ser poupados. Pendurados com dois cartões amarelos, os volantes Patrick e Edenilson e o meia D’Alessandro possivelmente ficarão no banco de reservas. Ainda assim, a partida marcará o reencontro dele com o clube que o revelou. Aos 38 anos, o argentino atuará novamente como visitante no Monumental de Núñez. Outra dúvida é Rodrigo Dourado, com dores no joelho esquerdo. De resto, o treinador deve utilizar todos os titulares à disposição.

Na partida de válida pela primeira fase, as equipes empataram em 2 a 2. Nesta terça, será a primeira vez que os gaúchos jogarão no estádio dos dragões uma partida oficial. Antes, foram dois jogos, sempre em caráter amistoso. Em 1963, o Inter perdeu por 2 a 0 e, em 1979, pelo Torneio de Verão de Mar Del Plata, deu empate: 3 a 3.

Libertadores 2019 – grupo A 

River Plate
Armani, Mayada, Rojas (Quarta), Javier Pinola, Angileri, De la Cruz, Zuculini, Enzo Pérez, I. Fernández, Lucas Pratto e Julián Álvarez
Técnico: Marcelo Gallardo

Inter
Marcelo Lomba, Zeca, Moledo, Cuesta, Iago, Dourado, Nonato, D’Alessandro, Sarrafiore, Nico López, Guerrero
Técnico: Odair Hellmann

Árbitro: Piero Maza (Chile)
Local: Buenos Aires
Início: 21h30min