Volante comentou sobre as características que a equipe ganha com D’Alessandro e Patrick

O Inter realizou na manhã desta terça-feira o último treino antes de enfrentar o Palmeiras, no primeiro jogo das quartas de final da Copa América, e a escalação será um mistério até uma hora antes das equipes entrarem no gramado da Arena do clube paulista. Além da dúvida entre Patrick e D’Alessandro no meio de campo, Guerrero ainda não tem presença confirmada. Segundo o volante Rodrigo Dourado, ele treinou com o grupo no trabalho com portões fechados no Beira-Rio, mas ainda não sabe se o peruano começará como titular.

“O Guerrero foi muito bem na Copa América e espero que ele volte melhor do que saiu”, afirmou o volante. “Treinou com a gente, mas ainda não conseguimos conversar. Ficamos feliz com a campanha que fez. Foi artilheiro e não foi a primeira vez, então, mostra a qualidade que tem. É um jogador muito importante para a gente e vinha nos ajudando muito”, ressaltou.

Caso Guerrero não tenha condições de jogo, Rafael Sobis será o titular no comando do ataque. Bruno assume a vaga de Zeca, que ficará três semanas afastado dos gramados se recuperando de uma lesão muscular.

O capitão colorado ainda comentou o que muda com D’Alessandro ou Patrick no time do Inter e ainda destacou as mudanças na forma de atuar com o argentino ou com o brasileiro, mas sem revelar a estratégia para o jogo de quarta-feira. “São características diferentes. O D’Alessandro busca mais a bola, fica mais com ela e temos mais posse de bola. O Patrick é outro jogador. Mais de força e transição. Vamos ver a nossa estratégia para o jogo e quem atuar vai dar conta do recado”, destacou.

A tendência é que o Inter atue com: Lomba, Bruno, Moledo, Cuesta e Uendel; Dourado, Edenílson, Nonato, Patrick (D’Alessandro) e Nico López; Guerrero (Rafael Sobis).

A partir das 16h a delegação viaja para São Paulo. O jogo contra o Palmeiras está marcado para as 21h30min de quarta-feira.