Atacante brasileiro não poderá atuar nas duas últimas partidas do Campeonato Francês

O brasileiro Neymar, astro do PSG, foi suspenso por três partidas por ter agredido um torcedor que o provocou após a derrota nos pênaltis na final da Copa da França, em 27 de abril, contra o Rennes, anunciou a Federação Francesa de Futebol (FFF). A punição, que também inclui outras duas partidas que o jogador não terá que cumprir agora, mas que serão adicionadas em uma futura suspensão como reincidente, terá efeito a partir de segunda-feira 13 de maio, explicou a FFF.

Desta maneira, Neymar poderá jogar contra o Angers, sábado, pela 36ª rodada da Ligue 1. O jogador de 27 anos perderá as duas últimas partidas do campeonato, em casa contra o Dijon e na 38ª rodada contra o Reims, assim como a Supercopa da França, que será disputada em Shenzhen (China).

Após a derrota nos pênaltis para o Rennes (6-5, após empate de 2-2 no tempo regulamentar e prorrogação), Neymar reagiu contra um torcedor no momento de receber a medalha de vice-campeão. “Você, aprende a jogar futebol”, disse o torcedor a Neymar, que respondeu com um soco, sem muita força, no rosto.

Em um vídeo é possível ouvir o torcedor ofendendo outros jogadores do PSG, como Buffon, Kurzawa e Marco Verratti, este último chamado de racista. “Tô errado? Tô. Mas ninguém tem sangue de barata”, escreveu o brasileiro após a agressão no Instagram. Mas o técnico do PSG, Thomas Tuchel, criticou o comportamento do atleta: “Não gostei nada. Não é possível que faça isto, simplesmente não é possível”, disse.