Pelas redes sociais, Grêmio repudiou atitude e prometeu apurar o ocorrido

Episódio teria ocorrido durante a comemoração de atacante Yony González no quinto gol do Fluminense 

O lateral Igor Julião, do Fluminense, publicou um texto nesta segunda-feira nas redes sociais onde sugere que torcedores do Grêmio teriam chamado o atacante Yony González de “macaco” na partida desse domingo, na Arena.

“A ascensão de classe que o esporte nos proporciona incomoda muita gente. O futebol não pode ser o lugar que racistas, xenofóbicos, misóginos e homofóbicos vomitarão seus absurdos e ficarão impunes. Medidas precisam ser tomadas urgente”, cobrou ele, que voltou ao assunto depois: “Não acusei ninguém de racismo! A partir de um vídeo que recebi, fiz uma crítica por uma atitude condenável contida ali. E mantenho esta minha posição”.

Não há menção à possível ofensa na súmula do jogo.

Igor Julião

@IgorJuliao2

A ascensão de classe que o esporte nos proporciona incomoda muita gente. O Futebol não pode ser o lugar que racistas, xenofóbicos, misóginos e homofóbicos vomitarão seus absurdos e ficarão impunes. Medidas precisam ser tomadas URGENTE.

Felippe Garcia@Garcia_Itaipu

Eu ouvi um “macaco” ou é impressão minha?

Vídeo incorporado

3.866 pessoas estão falando sobre isso

Através das redes sociais, o Grêmio manifestou repúdio ao ato de “injúria racial” e prometeu apurar as pessoas responsáveis. No episódio envolvendo o goleiro Aranha, sócios flagrados pelas câmeras de segurança da Arena durante atos racistas foram expulsos do quadro social e responderam processos.

Grêmio FBPA

@Gremio

O Grêmio informa sua torcida e demais entes que tomou conhecimento do vídeo publicado nas redes sociais que sugere injúria racial contra o atleta Yony González, do Fluminense. O Clube está apurando o ocorrido e de antemão manifesta seu inteiro repúdio a todos os tipos de injúria.

1.878 pessoas estão falando sobre isso